Cabo Verde

Cabo Verde: Abstenção marca re-eleição de Jorge Carlos Fonseca

A taxa de abstenção, a rondar os 60%, marcou a primeira volta das eleições presidenciais em Cabo Verde, que decorreu ontem, domingo, no arquipélago.

As projecções dos resultados no fecho das urnas apontavam para a maior taxa de abstenção na história da democracia cabo-verdiana e uma vitória folgada do presidente cessante, Jorge Carlos Fonseca.

Os candidatos Albertino Graça e Joaquim Jaime Monteiro terão ficado nas posições subsequentes, respetivamente.

Os primeiros resultados apurados davam Jorge Carlos Fonseca com 53 599 votos, seguido de Albertino Graça, com 16 569, e Joaquim Monteiro com 2370.

O facto de as condições meteorológicas no arquipélago terem sido marcadas nos últimos dias por forte pluviosidade, com registo de algumas povoações isoladas, terá contribuído também para manter os eleitores em casa, sendo que em alguns casos a taxa de participação não chegou aos 25%.

Mesmo na diáspora, a taxa de abstenção alcançou valores muito elevados, cifrando-se em cerca de 70%. No total, estavam inscritos 361 206 eleitores, dos quais 47 133 no estrangeiro.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo