Cabo Verde: Aprovados plano de atividades e orçamento da Praia para 2020

O plano de atividades e orçamento do município da Praia para 2020 foram aprovados nesta segunda-feira, 25 de novembro, com 14 votos a favor do MpD e sete contra do PAICV.

A bancada municipal do MpD declarou que votou a favor por considerar que se trata de um plano que é possível de ser realizado, contendo um orçamento que “vai colmatar as carências” dos bairros da capital.

“O plano permite dar a continuidade na requalificação urbana de vários bairros da cidade, bem como asfaltagem da principal artéria de Pensamento e Calabaceira, requalificação do cineteatro da Praia, entre outros”, afirmaram.

A dirigente da bancada do partido no poder, Filomena Delgado, disse à imprensa que o plano de atividades e orçamento aprovados seguem os três eixos plano de mandato de 2016 a 2020. “Trata-se de um plano de atividades que vai responder às necessidades do município da Praia para os próximos tempos e vem na continuidade dos trabalhos já efetuados pela câmara”, esclareceu.

Por sua vez, a bancada do PAICV mencionou que votou contra porque o plano demonstra “deficiência em vários aspectos” relacionados com a realidade da cidade da Praia. De acordo com o líder da bancada da maior formação política na oposição, Vladimir Silves, “qualquer munícipe da Praia” reconhece dois “grandes problemas”, sendo estes insegurança e o desemprego.

“Esses dois maiores problemas não estão devidamente contemplados neste orçamento. Há um outro aspecto que é também importante, que é a questão do Mercado do Coco, que, recorrentemente, aparece nos orçamentos, mas que não é concluído”, observou, acrescentando que se trata de um caso “gravíssimo”, que deveria estar na justiça devido à quantidade de dinheiro investido na referida infra-estrutura, não sendo verificado “nenhum resultado”.

O PAICV acredita que o orçamento para o próximo ano vai aumentar os gastos da Câmara Municipal da Praia e que o valor deve-se ao facto de ser ano eleitoral. “As transformações que nós vimos no orçamento, as despesas ultrapassam valores superiores a 25 ou 30 por cento (%). Tudo isso, é porque 2020 é um ano eleitoral”, salientou.

No orçamento estão previstas a receita de 2.963.441.939 escudos (26.875.600 euros) e a despesa de 2.756.758.903 escudos (25.001.200 euros).

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Anunciada reabertura de mais escolas em Cabo Delgado

Moçambique: Anunciada reabertura de mais escolas em Cabo Delgado

A direção provincial de educação em Cabo Delgado anunciou a reabertura de pelo menos 199 escolas, devido à “melhoria do ambiente…
Angola: PR defende "casamento perfeito" entre Executivo e setor privado

Angola: PR defende "casamento perfeito" entre Executivo e setor privado

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, defende a necessidade de um “casamento perfeito” entre o Executivo e o…
Timor-Leste: PR quer divulgar oportunidades do país em Davos

Timor-Leste: PR quer divulgar oportunidades do país em Davos

O Presidente da República de Timor-Leste, José Ramos-Horta, informou nesta segunda-feira, 16 de janeiro, que vai aproveitar a participação no…
Cabo Verde: PR enaltece Forças Armadas na transição para o multipartidarismo

Cabo Verde: PR enaltece Forças Armadas na transição para o multipartidarismo

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, destacou neste domingo, 15 de janeiro, a postura das Forças…