Cabo Verde: Carlos Veiga promete defender a democracia

O candidato às eleições presidenciais Carlos Veiga prometeu que vai defender a democracia e manter viva a Constituição de Cabo Verde, que ajudou a escrever, caso vença o sufrágio. O objetivo, sublinhou, é consagrar direitos, liberdades e garantias ao povo.

Estas são as declarações do primeiro chefe de Governo escolhido em eleições livres e multipartidárias no arquipélago, realizadas a 13 de janeiro de 1991. O discurso foi feito durante a intervenção do político na cerimónia de apresentação pública da sua candidatura a Presidente da República.

Veiga lembrou que os cabo-verdianos estão ligados pela sua história e, como tal, a diáspora leva a sua cultura, a sua língua materna, a sua música e o orgulho de ser cabo-verdiano onde quer que se encontre.

“A nossa cabo-verdianidade tem sido uma marca profunda que nos identifica enquanto povo e Nação. Nós somos mais do que um povo a viver dentro de um território, somos uma Nação a viver dentro do seu povo”, salientou.

O antigo governante lembrou que votar é política e que nas urnas todos têm o mesmo poder para dar o seu voto a quem melhor o represente. Neste âmbito, apelou ao voto, realçando que votar é exercer a cidadania e consolidar a democracia que permitiu criar bases para o desenvolvimento do país.

As presidenciais estão marcadas para 17 de outubro. Carlos Veiga concorre contra Casimiro de Pina, Fernando Rocha Delgado, Gilson Alves, Hélio Sanches, Joaquim Jaime Monteiro e José Maria Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin