Cabo Verde

Cabo Verde: Correia e Silva acusado de promover desunião no MpD

Ulisses Correia e Silva

O militante e ex-deputado do MpD pelo Círculo das Américas, Cândido Rodrigues, publicou na página pessoal da rede social Facebook um texto onde mostrou o seu descontentamento perante a atual liderança do partido no poder, tendo acusado Ulisses Correia e Silva de estar a promover a desunião, cujas consequências futuras poderão ser graves.

“O coordenador do MpD promovido pelo Ulisses abandonou o partido há mais de dois anos e agora o presidente do partido coloca um militante vindo de Cabo Verde como Coordenador provisório, evitando eleições para não perder o controle dos EUA [Estados Unidos da América]. Que casta de partido é este? Temos ou não um estatuto com regras claras? Sei que muitos incautos de serviço irão comentar, dizendo que estou com ódio”, pode ler-se.

Através de um comentário feito à sua própria publicação, declarou que “no governo ele (Ulisses Correia e Silva) pode colocar o Harold e todos os amigos ou familiares, mas no partido ele tem que cumprir as regras”, tendo denunciado que, no final da semana passada, o também primeiro-ministro deu ordens a todos os militantes, inclusive governantes, para não participarem na festa no Venus de Milo, homenagem a Carlos Veiga, membro do MpD.

“Só que esta estratégia caiu por terra, pois a nossa credibilidade nesta comunidade ultrapassa a simbologia política. Estamos atentos e não admitimos ilegalidades. O partido tem regras para todos – até o presidente deve cumprir estas regras”, concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo