Cabo Verde: Covid-19 afetou volume de negócios das empresas em 30%

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Cabo Verde concluiu, através da elaboração do anuário estatístico de 2020, que a pandemia da Covid-19 levou a que empresas cabo-verdianas tivessem perdido 30% do volume de negócios. Isto significa que a queda levou a que tivessem sido registados cerca de 2.133 milhões de euros. 

Em 2020, primeiro ano da crise económica causada pela pandemia, o número de empresas ativas no país baixou apenas 0,5% comparativamente a 2019, para 11.115. Estavam empregados 71.371 trabalhadores, menos 0,7% no espaço de um ano. 

A pouca diminuição, nesse ano, no número de empresas ativas e trabalhadores ao serviço deveu-se às várias medidas de proteção e apoio empresarial adotadas desde abril de 2020 pelo Governo, entre as quais o regime de ‘lay-off’ simplificado. 

No entanto, esse mesmo ano terminou com uma recessão económica de 14,8% e uma taxa de desemprego a crescer de 11,3%, em 2019, para 14,5%. Isto porque os efeitos das medidas de combate à Covid-19 levaram a uma forte quebra no turismo, com restrições nas viagens internacionais, hotéis cabo-verdianos a receberem menos gente, entre outras consequências.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…