Cabo Verde: Debate sobre inclusão revela avanços e desafios para a igualdade

A Secretária de Estado da Inclusão Social, Lídia Lima, conduziu a abertura da “Mesa de Diálogo para a Inclusão: Três anos no caminho da igualdade”, organizada pelo Projeto de Promoção da Inclusão de Crianças e Jovens com Deficiências Neurológicas, em Cabo Verde.

O Projeto de Promoção da Inclusão de Crianças e Jovens com Deficiências Neurológicas em Cabo Verde, financiado pela União Europeia e cofinanciado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, visa criar uma rede de atenção capacitada para crianças e jovens com deficiências neurológicas. O Projeto tem contribuído para políticas mais inclusivas e acessíveis, promovendo a socialização e a apropriação dos resultados pelos decisores políticos e pela sociedade civil.

Lídia Lima, destacou a importância do projeto e do Plano de Ação Multissetorial 2023-2030, afirmando que ambos desempenham um papel crucial no desenvolvimento de ações estratégicas para melhorar as condições de vida das pessoas com deficiências e das famílias e comunidades que as apoiam. A preocupação concentra-se especialmente nos mais jovens, vendo neles a possibilidade de um salto qualitativo na inclusão social de pessoas com deficiências no país.

“A promoção, defesa e proteção dos direitos das pessoas com deficiência, especialmente crianças e jovens, são temas de extrema importância para o Governo de Cabo Verde e têm sido objeto de atenção especial dos Ministérios da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, da Saúde, da Educação e do Desporto”, afirmou Lídia Lima, enfatizando a prevenção de situações que possam levar ao desenvolvimento de deficiências.

A Secretária de Estado destacou os esforços legislativos de Cabo Verde na proteção das pessoas com deficiência, adotando instrumentos internacionais como a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. Lídia Lima realçou o papel da DGIS, sob a tutela do MFIDS, na inclusão de pessoas com deficiência, destacando a criação de centros de cuidados na Praia e em Santa Catarina.

A Mesa de Diálogo contou com a presença da Embaixadora da União Europeia em Cabo Verde, Carla Grijó, da Adida de Cooperação da Embaixada de Portugal, Odete Serra, e do Presidente da Associação dos Municípios, Herménio Celso Fernandes. Durante o evento, foram apresentados os resultados do projeto, com testemunhos de beneficiários, incluindo profissionais da área e mães-cuidadoras.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Goa: Índia revoga mais de 70 passaportes indianos de cidadãos portugueses

Goa: Índia revoga mais de 70 passaportes indianos de cidadãos portugueses

De acordo com o jornal Times of India, as autoridades de Goa revogaram os passaportes indianos a mais de 70…
Investimento em transição energética requer políticas mais equilibradas

Investimento em transição energética requer políticas mais equilibradas

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad) lançou, esta semana, o Monitor de Política de Investimento, no…
Timor-Leste: Xanana quer funcionários públicos qualificados para consolidar o país

Timor-Leste: Xanana quer funcionários públicos qualificados para consolidar o país

O primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, defendeu nesta quarta-feira, 22 de novembro, a importância de funcionários públicos qualificados para consolidar as…
Macau: Candidata ao Conselho das Comunidades quer melhorar salários, admitir mais pessoal e promover cultura portuguesa

Macau: Candidata ao Conselho das Comunidades quer melhorar salários, admitir mais pessoal e promover cultura portuguesa

Rita Botelho dos Santos, a cabeça de lista da única lista que concorre ao Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) do…