Cabo Verde: Dívida interna sofre aumento de quase 14%

dívida interna de Cabo Verde subiu 13,8% desde o início de 2021. Esta percentagem representa 95.949 milhões de escudos, de acordo com o mais recente relatório estatístico mensal do Banco de Cabo Verde (BCV).  

No documento pode ler-se que o endividamento interno do governo central ascendia a cerca de 84.315 milhões de escudos no início do ano. A quantia cresceu mensalmente até ao pico registado em julho, traduzindo-se num crescimento nominal, em sete meses, superior a 11.634 milhões de escudos.  

Tendo em conta a ausência quase total de receitas do turismo desde março de 2020, devido à crise causada pela pandemia da Covid-19, o Governo cabo-verdiano teve de recorrer ao endividamento interno, através de Obrigações do Tesouro (maturidades longas) e Bilhetes do Tesouro (maturidades curtas), para financiar as medidas de apoio à economia e às famílias.  

No final de 2019, antes da crise derivada da pandemia, o ‘stock’ do endividamento interno do Governo central rondava os 73.343 milhões de escudos.  

O país vive uma grave crise económica e social, tendo sofrido em 2020 uma recessão económica histórica de 14,8% do Produto Interno Bruto (PIB). Antes da Covid-19 era previsto que a economia crescesse mais de 6%. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin