Cabo Verde: Donativos internacionais desceram mais de 30%

O Ministério das Finanças de Cabo Verde registou uma queda de 30% nos donativos internacionais recebidos até julho, comparativamente ao mesmo período de 2021. Ao todo, foram entregues 5,4 milhões de euros, uma quantia abaixo da previsão governamental. 

A informação consta nos dados compilados pela “Lusa”. É também mencionado um relatório sobre a execução orçamental de janeiro a julho de 2022, que aponta para transferências que envolvem ajuda alimentar, donativos diretos e apoios de governos ou de organizações internacionais. 

Nos primeiros sete meses deste ano, essas transferências chegaram a 601 milhões de escudos, o que representa apenas 15,1% do orçamentado pelo Governo como previsão para 2022, que estima receber apoios superiores a 3.982 milhões de escudos. 

Os donativos e ajuda orçamental do estrangeiro visam apoiar principalmente programas de reforço de saúde primária e educação, criação de emprego, formação profissional, apoio ao setor informal e a implementação de programas de reforço do rendimento das famílias, devido aos impactos da Covid-19 no país.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…