Cabo Verde em risco de recuo no turismo para níveis de 2005

O Governo cabo-verdiano estima na proposta de Orçamento Retificativo para 2021 que a procura turística pelo arquipélago deverá recuar em 2021 para níveis de 2005. O motivo desta estimativa deve-se às limitações impostas às viagens pela pandemia da Covid-19.

O orçamento em questão vai ser discutido e votado neste mês de julho na Assembleia Nacional. O Governo justifica-o reconhecendo que o país vive a “maior crise económica, financeira e orçamental” da sua história, devido à pandemia.

Na proposta orçamental é igualmente referido que as novas projeções das principais variáveis macroeconómicas incluídas no documento, como a revisão em baixa do crescimento, decorrem da “reprogramação da retoma do turismo”. Este setor garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB), mas está praticamente parado desde março do ano passado, após o recorde de 819 mil turistas em 2019.

No quadro do Orçamento do Estado em vigor, o Governo previa atingir este ano níveis da procura turística idênticos aos de 2011. No entanto, “face aos dados atuais, a previsão é revista para os níveis registados em 2005”.

Assim, caso tal se comprove, Cabo Verde deverá receber em 2021 pouco mais de 300 mil turistas. Recorde-se que antes da pandemia a meta para esta altura era já de mais de um milhão. No ano passado, o país recebeu cerca de 200 mil turistas, principalmente no primeiro trimestre, antes dos efeitos colaterais da Covid-19.

A proposta de Orçamento Retificativo, aprovada em Conselho de Ministros a 01 de julho, está orçada em cerca de 78 mil milhões de escudos (707 milhões de euros), entre despesas e receitas, incluindo endividamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin