Cabo Verde: Ex-primeiro-ministro vê Lei da Paridade como um “caminho tortuoso”

O antigo primeiro-ministro cabo-verdiano Gualberto do Rosário questionou a Lei da Paridade, tendo classificado a mesma como um “caminho tortuoso, discutível em termos de princípios e em termos constitucionais, efetivamente injusta, demagógica e populista”.

Na publicação feita na sua página da rede social Facebook, afirmou também que está a esforçar-se para entender se o MpD, partido no poder, e o PAICV, maior formação política na oposição, vão votar uma Lei da Paridade que obrigue a fazer listas eleitorais onde a presença dos sexos seja paritária.

“Dito de outra forma, eles, PAICV e MpD, são os sujeitos únicos e os objetos únicos da Lei. Significa que, na ausência desta lei, não respeitam o princípio da paridade? Mas onde se viu tanta hipocrisia e tanta incoerência? Onde se viu tamanha demagogia e populismo?”, questionou.

“Onde se viu tanta instrumentalização para arregimentar votos ‘femininos’? É dessa forma que pretendem promover a mulher? E desta forma pequenina que olham para as Cabo-verdianas, inteligentes, lutadoras, dignas e que vêm demonstrando, particularmente depois da independência, como se conquista a paridade? Desejam roubar o mérito às cabo-verdianas?”, acrescentou.

Gualberto do Rosário escreveu ainda que se os referidos partidos políticos querem, de facto, a paridade, estando a governar ou na oposição, devem desenvolver ou propor políticas que forneçam a cada cidadão os instrumentos de que este necessita para exercer a plenitude a sua cidadania, independentemente do sexo, da idade, da religião, das opções filosóficas e da condição social.

Isto, afirmou, a começar pelo exercício efetivo da liberdade constitucionalmente reconhecida, do acesso à educação e à saúde, e soluções para obter rendimentos compatíveis com o exercício da cidadania.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: MpD garante cumprimento do quadro legal de contratação pública por ajuste direto

Cabo Verde: MpD garante cumprimento do quadro legal de contratação pública por ajuste direto

O secretário-geral do Movimento para a Democracia (MpD), Luís Carlos Silva, assegurou que o Governo cabo-verdiano tem cumprido o quadro…
Angola: Isabel dos Santos diz que "alerta vermelho" da Interpol tem "informações falsas"

Angola: Isabel dos Santos diz que "alerta vermelho" da Interpol tem "informações falsas"

A empresária angolana Isabel dos Santos vai contestar o “alerta vermelho” da Interpol, solicitado pelo Estado angolano, por se basear…
Timor-Leste: Xanana diz que timorenses são "verdadeiro motor de desenvolvimento"

Timor-Leste: Xanana diz que timorenses são "verdadeiro motor de desenvolvimento"

O primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, falou nesta sexta-feira, 17 de maio, sobre a importância de capacitar e formar recursos humanos no…
Macau: Antigos jogadores portugueses promovem prática de atividades desportivas

Macau: Antigos jogadores portugueses promovem prática de atividades desportivas

Decorre este sábado, no Centro Desportivo Olímpico – Zona Multiusos, na Taipa, o evento “Legends of Tomorrow”, que vai integrar…