MINISTRO DE ESTADO, DOS ASSUNTOS PARLAMENTARES E DA PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS E MINISTRO DO DESPORTO

Cabo Verde: Freire considera “irresponsabilidade” culpar Governo pelo custo de vida

O ministro do Estado e ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social de Cabo Verde, Fernando Elísio Freire, defende que “dizer que o Governo do MpD é responsável pelo aumento do custo de vida é uma grande irresponsabilidade”

A crítica foi feita, segundo a “Inforpress”, no discurso de encerramento da interpelação ao Governo sobre as políticas sociais, realizado nesta quinta-feira, 11 de novembro, no Parlamento. 

Freire acrescentou que é sabido que o aumento dos preços que ocorrem atualmente, a nível mundial, deve-se à subida dos preços dos combustíveis“É estranho que se ligue o aumento do custo de vida com a atuação do Governo, como que se o Governo é que está a deixar que os preços aumentem”, disse. 

“Todos os cabo-verdianos estão a ver nas televisões como os preços estão a disparar porque houve aumento dos preços do petróleo. O PAICV quer agora que nessas dez ilhas não aconteça nada e que tudo passe por cima, porque há um chapéu que se chama Governo e que não deixa nada entrar aqui”, prosseguiu. 

O governante apelou ao PAICV para que “seja sério” na sua abordagem e garantiu que, da parte do Executivo, fará o que for possível para impedir os efeitos da crise. “É por isso que estamos a baixar o IVA na eletricidade de 15 para 8%. Todo o mundo sabe que em 2004 o IVA era de 2,5% no setor da água e 3,5% na eletricidade. Todos sabem que foi o Governo do PAICV que aumentou de 2,5 e 3,5 para 15%. E é esse mesmo PAICV que tem moral para exigir IVA de 0% e em todos os produtos”, questionou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin