Cabo Verde: Governo acusado de violar Código Eleitoral a favor de Carlos Veiga

O PAICV denunciou a utilização, pelo Governo cabo-verdiano, de recursos públicos na campanha a favor de Carlos Veiga. Recorde-se que este candidato presidencial é apoiado pelo MpD, partido no poder.

Assim, o maior partido da oposição no arquipélago acusa o Governo de violar o Código Eleitoral, ao fazer “campanha a favor do candidato Carlos Veiga” através do alegado uso de recursos públicos.

“Assiste-se a uma roda-viva dos membros do Governo pelas ilhas e para a diáspora, num vaivém anormal e incompatível com a situação financeira atual do país, em que até se recorre, mensalmente, ao crédito bancário para pagar salários na Administração Pública”, criticou o secretário-geral do PAICV, Julião Varela, numa conferência de imprensa realizada nesta terça-feira, 14 de setembro, na cidade da Praia.

Para Varela é “notória” uma “dança dos membros do Governo pelas ilhas” com declarações que demonstram “um grande engenho para justificar essas forçadas deslocações”.

“Não há nada para fiscalizar porque o país está parado. O Governo não tem enviado recursos para as câmaras municipais e, por isso, não tem necessidade de fiscalizar absolutamente nada”, acrescentou.

O representante do PAICV frisou que as viagens e as ajudas de custo com a deslocação dos membros do Governo “são suportadas pelo erário público”. “Estas visitas, que se proliferam, têm sido realizadas com um calendário coincidente com a agenda da campanha de uma das candidaturas, deixando indícios de que os custos estejam a ser suportados pelo Governo”, concluiu, sem mencionar o nome de Carlos Veiga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin