Cabo Verde: Governo alerta para perda de 18 milhões de contos em impostos

O ministro das Finanças, Olavo Correia, mencionou uma perda potencial de quase 18 milhões de contos (163.243 euros) em impostos devido ao bloqueio da economia, sendo esta consequência da pandemia da Covid-19. 

A afirmação foi feita numa intervenção durante a sessão extraordinária da Assembleia Nacional, que serviu para avaliar e aprovar as medidas anunciadas e adotadas para fazer face ao novo coronavírus.

O também vice-primeiro-ministro lembrou que nos próximos tempos não vão entrar impostos para o Estado cabo-verdiano, devido à moratória dada às empresas para pagamento de créditos até 30 de setembro.

“Portanto, não vai entrar impostos de pessoas coletivas, não vai entrar o IVA [Imposto sobre o Valor Acrescentado]. Praticamente a possibilidade de cobrança nos próximos tempos vai ser tendencialmente zero. Temos que ser realistas. Se o fisco não tiver instrumentos para fazer cobrança coerciva, para notificar, para pressionar, seguramente que a propensão para se pagar no contexto que estamos a viver é mínima. Nos próximos três meses a nossa previsão é tendencialmente zero de impostos, mas vai depender da duração da crise”, explicou.

Entretanto, o Executivo admitiu que o país deverá perder 500 mil turistas este ano, o que representa uma quebra superior a 60% face a 2019, além de um corte de 4% no PIB, devido à Covid-19.

Tendo em conta esta situação, referiu o governante, a economia vai ser financiada através do endividamento e da poupança que o país tem no Banco Central.

One Comment

  1. Amaro varela

    Stupido goci e ka hora de pensa na economia pensa na salva bu povo de covid 19 falta de respeito pa cabo verdianos nenhum paiz ka sta fala de economia exactamente na momento de tromenta e de calamidade k paiz sta travessa para bu pensa ntem certeza ma shr.ministro sta dreto dentro de casa ku bu familia dexa de tchocota favor 😢😢😢

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

Timor-Leste: Debate de candidatos presidenciais adiado para 15 de março

O Vice-Presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Domingos Barreto, informou que o debate público dos candidatos à Presidência da…
Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

Moçambique: Maleiane ocupa cargo de primeiro-ministro

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, confere posse a Adriano Maleiane nesta sexta-feira, 04 de março. O ex-ministro da…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin