Cabo Verde: Governo espera mais empregos para 2030

O líder da bancada parlamentar do MpD, João Gomes, declarou que o Governo cabo-verdiano ambiciona mais empregos qualificados e melhores salários em 2030. As declarações do dirigente foram feitas em conferência de imprensa. 

“A nossa ambição é de que em 2030 tenhamos empregos qualificados e melhores salários, que Cabo Verde seja conhecido pela economia azul, em fim uma série de questões que implicam de facto esforço de todos nós, implicam uma série de políticas que o governo gizou, políticas que constam do plano estratégico definido”, disse. 

Em relação ao setor da Justiça, o político criticou a morosidade do mesmo, mas realçou que se trata de um problema antigo. 

No entanto, prosseguiu, “foram tomadas muitas medidas. No ano passado, por exemplo, entraram em funções 16 novos juízes na magistratura judicial, entraram também em funções novos procuradores. Enfim, a melhoria que nós estamos a ver, e que vamos ver na sexta-feira no debate, prende-se com as medidas que foram tomadas de 2016 a esta parte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin