Cabo Verde: Governo preocupado com taxa de vacinação em Santiago Norte

O Governo cabo-verdiano voltou a partilhar a sua preocupação em relação à “baixa taxa de vacinação” contra a Covid-19 no interior de Santiago Norte, devido à resistência nessa região em relação à toma da vacina.

No entanto, a ministra de Estado e da Defesa, Janine Lélis, disse que o Executivo não iria desistir de reverter a situação. A governante esteve nesta segunda-feira, 13 de setembro, nos postos de vacinação na cidade da Praia.

No local, afirmou perante a imprensa que o objetivo da visita era o de “perceber, compreender e avaliar” o trabalho que está a ser feito no quadro do processo de vacinação às populações.

De acordo com Lélis, médicos e enfermeiros das Forças Armadas estão a ajudar na campanha de vacinação, que “tem sido incansável para os profissionais de saúde”. A meta do Executivo, prosseguiu, é vacinar 80% da população.

“Registamos com muita satisfação (…) já estamos a um nível aproximado de quase 75% de vacinação”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin