Cabo Verde: Governo quer mais de 80% dos serviços governamentais digitais até 2030

O vice-primeiro-ministro e ministro da Economia Digital de Cabo Verde, Olavo Correia, prevê que o país tenha 60% dos serviços governamentais disponibilizados aos cidadãos digitalmente até 2026. A meta é ultrapassar os 80% em 2030, explicou.

O compromisso foi apresentado na abertura do Workshop “desafios da transformação digital no setor dos pagamentos”, que antecedeu o IX Encontro dos Bancos Centrais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Segundo Olavo Correia, a transformação digital é uma grande área a nível de potencial e necessita de ser cuidada. Salientou também que existe uma adesão forte do digital no arquipélago, havendo mais de 466 mil cabo-verdianos a usar a Internet.

O governante partilhou que a ambição do Governo é transformar Cabo Verde numa nação digital, havendo mercado para o efeito com jovens que querem inovar.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

STP: Homens armados invadem quartel militar numa tentativa de Golpe de Estado

STP: Homens armados invadem quartel militar numa tentativa de Golpe de Estado

Um grupo de homens armados invadiram, na madrugada de sexta-feira, o quartel militar, no centro da cidade de São Tomé,…
Ecocentro Municipal da Lousã já encaminhou mais de 210 toneladas de resíduos

Ecocentro Municipal da Lousã já encaminhou mais de 210 toneladas de resíduos

O Ecocentro Municipal da Lousã recebeu e encaminhou, até ao momento, mais de 210 toneladas de resíduos diversos, como resíduos…
CCB: Arquitectura do Bacalhau de André Tavares e Diego Inglez de Souza

CCB: Arquitectura do Bacalhau de André Tavares e Diego Inglez de Souza

CCB . 24 novembro . 18h30 . Garagem Sul Qual é a arquitetura do bacalhau? É óbvio que um peixe…
Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, considera necessário fazer “uma reflexão séria e isenta sobre os…