Cabo Verde: Governo reforça combate à lavagem de capitais

A ministra da Justiça de Cabo Verde, Joana Rosa, anunciou que o Governo quer reforçar a fiscalização às organizações não-governamentais (ONG). Essa é uma das diversas ações contidas em duas alterações legislativas que têm como objetivo fortalecer o combate à lavagem de capitais e o financiamento ao terrorismo. 

“No país não temos dados em relação à utilização [para lavagem de capitais] dessas entidades, mas está-se a trabalhar a prevenção”, declarou nesta segunda-feira, 07 de novembro, citada pelo “Expresso das Ilhas”. 

A informação foi avançada em conferência de imprensa, onde Joana Rosa esclareceu o conteúdo de dois projetos de proposta de lei aprovados na passada sexta-feira, em Conselho de Ministros. 

O objetivo, salientou, consiste em “cumprir” as recomendações que constam da Avaliação Nacional de Risco realizada a Cabo Verde em 2017 e do consequente Relatório de Avaliação Mútua de 2019, além das recomendações vindas do mecanismo de revisão de pares, feita pelo Grupo de Ação Financeira Internacional (GAFI) e pelo Grupo Intergovernamental de Ação contra o Branqueamento de Capitais na África Ocidental (Giaba), de que o arquipélago faz parte. 

Neste âmbito, o país quer que as ONG sejam “avaliadas, monitoradas e acompanhadas, para que se possa garantir o não desvio do seu objeto social”.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…