Cabo Verde: “Inauguração do campo de justiça é um investimento no aumento da dignidade da justiça”, declarou o Primeiro-Ministro

O Campus da Justiça, infraestrutura situada no antigo edifício da Uni-CV, Universidade de Cabo Verde, foi inaugurado numa cerimónia presidida pelo Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva, acompanhado de Joana Rosa, Ministra da Justiça.

Ulisses Correia e Silva referiu que “a inauguração do campo de justiça é um investimento, no aumento da dignidade da justiça, na melhoria das condições do seu funcionamento, mais salas de audiências, maior segurança e eficiência dos serviços”.

A infraestrutura custou cerca de 47 mil contos, numa área de construção total de 1.638m2. “O Campus é um conceito integrado dentro de um programa que foi lançado há pouco tempo, no “Programa Justiça +” um forte compromisso entre o Ministério da justiça e os Conselhos para tornar a justiça mais célere, eficaz e próxima dos cidadãos”, disse o Primeiro-Ministro.

Ulisses Correia e Silva enfatizou que é de interesse comum, aumentar a eficiência da administração da justiça, acelerar a tramitação processual, aumentar a produtividade, reduzir a morosidade na realização da justiça e melhorar o acesso à justiça.

Por sua vez a Ministra da justiça, Joana Rosa, afiançou que este investimento vai ajudar a resolver o défice de instalações judiciais, acelerar a resolução das pendências, melhorar a prestação dos sujeitos judiciais e garantir uma melhor justiça aos cidadãos.

É de relembrar que o Campus da Justiça, está distribuído por 3 pisos, comportando, entre outros serviços, um balcão único de atendimento que prestará apoio aos utentes, uma zona de espera com capacidade para 16 pessoas, duas Secretarias Cíveis, 6 Secretarias da Família e Menores, 3 Salas de Audiências, Secretarias do Ministério Público, além de 3 Salas de Magistrados Cíveis, duas Salas de Magistrados da Família e Menores, duas Salas de Procuradores, uma Sala de Advogados, duas Salas de Audiência de Crianças, entre outros.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…