Cabo Verde: Janira Hopffer Almada alvo de ataque machista

Um militante do MpD declarou num vídeo, gravado na ilha do Fogo, que “lugar de mulher é na cozinha e não a cuidar dos destinos do país”. Essa gravação tornou-se viral ao ser partilhada nas redes sociais, e acabou por sofrer repúdio por parte de diversas entidades e figuras da sociedade civil. 

“Trabalho de mulher é cuidar dos filhos, das panelas e não para cuidar do poder do país”disse então o indivíduo às mulheres na política, em referência a Janira Hopffer Almada, que se candidatou a primeira-ministra nas eleições de domingo, 18 de abril, nas quais o partido que dirige, PAICV, perdeu para o MpD. 

O Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade de Equidade de Género (ICIEG) foi uma das entidades que manifestaram o seu desagrado por todo e qualquer comportamento e atitude machista divulgado através de vídeos, cartazes e mensagens nas redes sociais. 

“O ICIEG aqui não está a defender um caso A, B ou C, mas todo e qualquer caso contra mulher, pois o lugar da mulher é onde ela quiser estar. Atitudes e comportamentos machistas que não dignificam a mulher põem em causa a luta pela igualdade de género e devem ser repudiados”, disse a presidente do instituto, Rosana Almeida. 

Também o movimento Mulher Inspira Mulher pediu demarcação política ao MpD  das declarações do militante. “O ato merece demarcação política e repúdio público por respeito às mulheres cabo-verdianas e à luta que tem sido feita para a igualdade e equidade de género no país e, particularmente, para a participação das mulheres na política”defendeu. 

Entretanto, o líder do MpD e primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, já veio pronunciar-se publicamente acerca do sucedido. Através do Facebook, o governante lembrou que a formação política no poder tem sido um partido de mulheres e demarcou-se das declarações do militante. 

“Acreditamos nas mulheres, nos seus sonhos e na sua capacidade de ocupar qualquer cargo para o qual se prepararam e sonharam. Temos provas através de mulheres cabo-verdianas nos mais altos cargos aqui, em instituições e empresas pelo mundo afora. Como presidente do MpD, e primeiroministro reeleito, demarco-me de todo e qualquer discurso misógino, sexista e baseado em discriminações de que ordem seja em relação ao papel da mulher na construção da nossa sociedade. Somos iguais em direitos, deveres, aspirações e sonhos”, escreveu.

One Comment

  1. Eugenio

    I Titina silla, Isaura ke fui chef de Camara de Soncent, Isabelle Moreno ke fui Grande PDG de Lenovo Asia Europe I Africa agora ela é ministre na França ne guverno de Macron. É né pa bossij tma cabessa de es burro 🤦🏾‍♂️

    Envoyé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV critica trabalho do Governo no arranque do ano letivo

Cabo Verde: PAICV critica trabalho do Governo no arranque do ano letivo

O PAICV denunciou que a “ausência de planificação, desorganização e marginalização dos professores” nas alterações curriculares condicionam o novo ano…
Covid-19: Mais seis mortes e 1.062 novos casos em Portugal

Covid-19: Mais seis mortes e 1.062 novos casos em Portugal

O boletim epidemiológico, divulgado pela Direção Geral da Saúde esta quinta feira, refere que o número de casos confirmados de…
Nyusi lança candidatura de Moçambique ao Conselho de Segurança da ONU

Nyusi lança candidatura de Moçambique ao Conselho de Segurança da ONU

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, vai lançar nesta quinta-feira, 16 de setembro, a Campanha de Candidatura de Moçambique…
Angola: João Lourenço apela ao diálogo entre UNITA, TPA e TV Zimbo

Angola: João Lourenço apela ao diálogo entre UNITA, TPA e TV Zimbo

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, apelou ao diálogo entre a UNITA, a TPA e a TV Zimbo,…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin