Cabo Verde: José Maria Neves eleito Presidente na primeira volta

O candidato presidencial José Maria Neves foi eleito este domingo, 17 de outubro, à primeira volta. O político apoiado pelo PAICV conseguiu 51,5% dos votos, o que representa 92.670 eleitores. 

Em segundo lugar ficou Carlos Veiga (42,6% – 76.686 votos), seguido de Casimiro de Pina (1,8% – 3.245 votos), Fernando Rocha (1,4% – 2.503 votos), Hélio Sanches (1,2% – 2.090 votos), Gilson Alves (0,9% – 1.542 votos) e, por fim, Joaquim Monteiro (0,8% – 1.355 votos). 

No entanto, houve uma elevada taxa de abstenção, que ultrapassou os 51%. Mais de metade dos eleitores não se dirigiu às urnas, podendo esta atitude ser vista como um protesto contra a classe política. 

Neves venceu em Santo Antão, São Vicente, Boa Vista, Santiago e Fogo, ilhas com maior peso político no arquipélago. Obteve igualmente vitória na restante África, Europa outros locais da diáspora cabo-verdiana. Já Veiga conquistou Maio, Brava, Sal e São Nicolau. 

O chefe de Estado nomeado, que irá substituir assim Jorge Carlos Fonseca, garantiu no seu discurso que vai ser o Presidente de todos os cabo-verdianos nessa missão, que assumirá com toda a humildade, serenidade e responsabilidade. 

“Trata-se de uma enorme responsabilidade presidir à nação cabo-verdiana nestes tempos. Recebo esta vitória com uma grande humildade, que sempre me caracterizou, e assumo como missão servir Cabo Verde”, declarou. 

“Serei um presidente que irá sugerir, aconselhar, apoiar os outros órgãos de soberania, particularmente o Governo. Um presidente que irá dialogar com todos, desde logo os partidos políticos e sindicatos, as fundações, as universidades e todas as instituições relevantes de Cabo Verde”, prometeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin