Cabo Verde: José Maria Neves lidera sondagem nas presidenciais

O candidato presidencial José Maria Neves, apoiado pelo PAICV, lidera a sondagem dos favoritos à vitória no sufrágio marcado para domingo, 17 de outubro. O antigo primeiro-ministro de Cabo Verde (entre 2001 e 2016) continua com uma vantagem significativa sobre o seu rival mais forte, Carlos Veiga, apoiado pelo MpD, que também já foi primeiro-ministro (de 1991 a 2001). 

No entanto, a sondagem deixa a dúvida se Neves será eleito à primeira volta, uma vez que o estudo não observou os círculos eleitorais da diáspora. O resultado pode sofrer alterações, já que uma percentagem considerável dos emigrantes (26.8%) ainda tem dúvidas quanto ao sentido do seu voto. 

Ainda assim, a sondagem confirma a tendência de outra efetuada no início da campanha, que atribuía a Neves 38.3% das intenções de voto, 7.6 pontos acima de Carlos Veiga, com 30.7%. Esse resultado indicava a necessidade de realizar a segunda volta. 

Em terceiro lugar estava o candidato Hélio Sanches, com 1.7% das intenções de voto, mais 0.5% do que Joaquim Monteiro, com 1.2%. Seguiam-se Fernando Delgado (0.6%), Casimiro de Pina (0.5%) e Gilson Alves (0.2%).

One Comment

  1. Daniel Lopes

    olá os meus cumprimentos. Queria saber a veracidade desta sondagem. Quem fez ou qual Empresa que fez?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin