Cabo Verde

Cabo Verde: Líder da JPAI diz que juventude de Santiago Norte está “desesperançada”

Fidel de Pina

O presidente da Juventude do PAICV (JPAI), Fidel de Pina, revelou que a maioria dos jovens dos seis municípios que compõem a região Santiago Norte está “desesperançada” e fora do sistema do ensino há mais de cinco anos.

As afirmações foram feitas à imprensa nesta terça-feira, 19 de novembro, após um encontro do dirigente com o reitor da Universidade de Santiago (US), Gabriel Fernandes, para se inteirar dos desafios do Ensino Superior na região e do impacto atual da conjuntura “difícil” na vida dos jovens universitários do norte da ilha de Santiago.

“Constatamos que, em Santiago Norte, ainda há muitos jovens que estão desesperançados e que estão fora do sistema do ensino há mais de cinco anos. E são jovens que têm boa média e é isso que é algo preocupante. Então é preciso haver uma intervenção do Governo para resolver esta situação”, defendeu.

A mesma fonte partilhou que no encontro com o reitor da US ficou a saber que um dos principais problemas que faz com que muitos jovens tenham abandonado a universidade é o da seca e do mau ano agrícola, devido à dependência familiar deste setor.

“E, portanto, é preciso que o Governo faça uma intervenção de fundo nessa questão. Entendemos que o Governo tem boa fé e que tem tomado algumas medidas que as próprias universidades as reconhecem, mas, não obstante, é preciso que o país, que está a crescer cinco vezes mais, crie oportunidades para todos os jovens, principalmente para os da região Norte, uma das regiões mais pobre do país”, realçou.

Fidel de Pina declarou que a JPAI discorda do vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, que terá afirmado que “esse Governo está a governar para a juventude”, uma vez que, a seu ver, o Orçamento de Estado demonstra que a afirmação do governante “não corresponde à verdade”.

O líder da JPAI considera que o Governo deve apostar no quadro universitário existente em Cabo Verde, referindo-se à criação de bolsas de estudo para professores universitários e à criação de condições para que, além de melhorarem as suas formações, possam receber o salário na íntegra para poderem sustentar as suas famílias.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo