Cabo Verde: Líder do PAICV diz que sociedade está “ávida de mudança”

Líder do PAICV, Janira Hopffer Almada

A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, afirmou em entrevista que a sociedade “tem dado sinais de estar ávida de uma mudança que proporcione um novo destino e um novo rumo para o país”. 

A declaração foi feita no início de mais um ano eleitoraltendo sido feitas críticas às medidas tomadas pelo Governo em altura de pandemia da Covid-19Para a dirigente, o Executivo não dá o exemplo quando exige sacrifícios ao povo. 

Janira Hopffer Almada disse ainda que este Governo não tem nem visão nem estratégia para o desenvolvimento de Cabo Verde. Isto porque temos muitas necessidades no setor da saúde, temos insuficiências no sistema de educação, considerando igualmente que “o sistema de transportes está um verdadeiro caos”. 

Há intransparência na condução dos assuntos e negócios dos Estado. 2020 veio também demonstrar uma grande ausência de diálogo com a oposição em questões essenciais para a vida da nação e acabou por ser coroado por umas eleições autárquicas marcadas por um forte envolvimento do governo e de outros órgãos de soberania, continuou. 

Ainda sobre 2020, referiu que “a população cabo-verdiana foi sujeita a grandes sacrifícios durante o ano passadoHouve um claro e inequívoco recrudescer da pobreza extrema, houve um cristalino aumento do desemprego e tudo isso fez com que houvesse uma agudização dos problemas sociais e laborais. 

Se nós fossemos governo definiríamos de forma diferente as prioridades, mas, sobretudo, daríamos o exemplo com a assumpção de sacrifícios primeiro por quem tem mais e por quem exerce o poder. Para mobilizar a nação pedindo sacrifícios é importante que o Governo seja o primeiro a dar exemplos. Não se pode pedir ao povo que faça sacrifícios quando quem pede não demonstra que está disponível primeiramente para fazer esses sacrifícios, concluiu. 

As eleições legislativas deverão ocorrer entre março e abril. O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, ainda não chegou a uma decisão sobre a data das mesmas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, apelou aos jovens timorenses residentes no país e na diáspora para deixarem de praticar…
Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

A iniciativa de promoção externa contou com a presença de representantes de onze instituições portuguesas de ensino superior politécnico. A…
Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Pelo menos 41 cristãos foram mortos num ataque na Igreja de São Francisco de Xavier, em Owo, no sudeste da…
Angola ocupa vice-presidência do Comité de Defesa e Segurança da UA

Angola ocupa vice-presidência do Comité de Defesa e Segurança da UA

Angola assumiu a primeira vice-presidência da Mesa do Comité Técnico Especializado de Defesa, Proteção e Segurança (CTEDPS) da União Africana…