Cabo Verde

Cabo Verde: Líder do PAICV incentiva jovens a participarem no desenvolvimento do país

Líder do PAICV, Janira Hopffer Almada

A líder do PAICV, Janira Hopffer Almada, exortou os jovens cabo-verdianos a participarem de forma ativa no desenvolvimento de Cabo Verde. O apelo foi feito em declarações à imprensa, à margem de um evento promovido pela JPAI, braço juvenil do partido, na cidade da Praia, com o objetivo de celebrar o Dia Internacional da Juventude, que se comemora anualmente a 12 de agosto.

Segundo a dirigente, tem-se assistido atualmente a uma descrença na política e nos políticos a nível mundial. No entanto, salientou que não é possível assegurar a promoção de qualquer mudança se a juventude cabo-verdiana não participar e assumir os desafios atuais.

“O país não está bem e é necessário, de facto, o resgate do país, para construirmos um Cabo Verde que seja de todos, um país com o qual sonhamos e, para isso, todos têm que participar no seu desenvolvimento. E o que queremos dizer aos jovens é para participarem e ser o político que gostariam que cada um de nós fosse”, declarou.

Para o PAICV, prosseguiu, o resgate de Cabo Verde deve ser assumido como um compromisso de todos os cabo-verdianos. A presidente da formação política lamentou, no entanto, que até à presente data não exista uma visão, criação e implementação de medidas que tenham impacto vida do povo e que garantam o desenvolvimento do arquipélago.

Hopffer Almada aproveitou também a ocasião para apelar aos jovens a fazerem parte desta mudança e que assumam não só a posição de críticos, como deem o seu contributo na procura de melhores respostas para a construção de um Cabo Verde melhor.

Foi igualmente referido que a formação política está a trabalhar na criação de políticas para a juventude para as próximas eleições autárquicas de 2020, tendo a líder acusado o Governo de não ter uma política virada para a juventude e de tomar medidas avulsas e sem visão estratégica integrada.

“Temos que apostar na educação e formação e o maior desafio passa pela criação e geração mais emprego digno, através do crescimento sustentável e o crescimento propalado pelo atual Governo não permite a consolidação de sectores estratégicos, desenvolvimento as diferentes áreas de formação”, concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo