Cabo Verde: Marisa Carvalho é a nova Presidente do ICIEG

A cerimónia de tomada de posse da nova Presidente do ICIEG – Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género aconteceu no Palácio do Governo de Cabo Verde e foi presidida pelo Ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, Fernando Elísio Freire.

Segundo o Ministro Fernando Elísio Freire, “nós temos um objetivo e o foco bem claro, e podemos posicionar Cabo Verde como um país de referência nas políticas da Igualdade de Género alinhado com aquilo que são os compromissos dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”.

É de referir que Fernando Elísio Freire, chama atenção ainda para o facto de toda a ação governativa e todas as políticas do Governo terem sido alinhadas com as práticas internacionais, no sentido de não deixar ninguém para trás, para que, de facto, Cabo Verde seja um país de referência.

Por isso, garantiu ainda que Cabo Verde “precisa de instituições fortes, próximas, credíveis e representativas, avançando que o ICIEG está num bom caminho e terá agora de continuar com maior proximidade, diálogo, capacidade de afirmação junto da sociedade e, acima de tudo, conseguir melhores resultados, junto das organizações da sociedade civil, da República e internacionais”.

A nova Presidente do ICIEG, Marisa Carvalho, afirma por sua vez que “devemos trabalhar todos em harmonia e articulação, o Governo, Sociedade Civil Organizada, Sector Privado e Parceiros de Desenvolvimento para a criação e a implementação de uma agenda comum para o desenvolvimento das ações que garantam a igualdade efetiva entre homens e mulheres”.

“Esta não é, nem pode ser, uma luta de sexos. Trata-se de uma questão de direitos humanos e uma condição de justiça social, necessária e fundamental para a igualdade, o desenvolvimento e a paz”, Considerou Marisa Carvalho.

Marisa Carvalho sucede, Rosana Almeida que assumiu o cargo em 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin