Cabo Verde

Cabo Verde: Ministro das Finanças considera que África é o parceiro natural da Europa

Olavo Correia

O ministro das Finanças de Cabo Verde, Olavo Correia, defendeu que “África é o parceiro natural da Europa” e que a livre circulação de pessoas, bens e serviços nos países de língua portuguesa é essencial ao desenvolvimento do continente africano.

“Precisamos de livre circulação de pessoas, bens e serviços, mas principalmente de pessoas, para movimentar o talento. Faço daqui um apelo para que no nosso espaço tenhamos essa livre circulação”, declarou ao falar sobre a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) na abertura do primeiro painel da conferência “Cabo Verde: Desafios do Futuro”, realizada na Praia.

O também vice-primeiro-ministro disse ainda que a relação entre os continentes africano e europeu tem de ser mutuamente vantajosa e baseada nas relações comerciais, e não na caridade. “Nada de caridade, nenhuma relação se desenvolveu com caridade. Noutro dia, quando me perguntaram sobre a descida nos valores da ajuda pública, eu respondi que isso era uma boa notícia”, lembrou.

Em relação ao futuro de Cabo Verde, referiu que o arquipélago deve ser “um ‘hub’ tecnológico em África para servir o mundo”, tendo dado como exemplo disso a Coreia do Sul.

“Ninguém se lembra do nome do Presidente ou do primeiro-ministro, mas quando falamos da Hyundai, da Samsung, da LG, sabemos todos de que país estamos a falar, e por trás de um grande país estão sempre grandes marcas empresariais e por trás delas está a liderança, a gestão, as infraestruturas inteligentes e as competências humanas”, concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo