Cabo Verde

Cabo Verde: MpD e UCID aprovam Orçamento Retificativo

Assembleia Nacional de Cabo Verde

A Assembleia Nacional de Cabo Verde aprovou nesta quinta-feira, 30 de julho, o Orçamento Retificativo de 2020. Este documento visa mitigar a crise económica provocada pela pandemia da Covid-19.

O orçamento em questão foi aprovado na votação final global com 37 votos favoráveis do MpD e da UCID. Já da parte do PAICV contaram-se 22 abstenções.

Na declaração de voto, o deputado Armindo Luz, do MpD, disse que o Orçamento Retificativo para 2020 assegura uma resposta “acertada e ajustada” à crise sanitária provocada pelo novo coronavírus. Assim, referiu, ficam protegidos os rendimentos e amparadas as empresas, pela via das medidas de apoio à liquidez e da utilização de linhas de financiamento no valor de 27 milhões de contos (244 mil euros).

“Isto porque o Governo prioriza a saúde e reforça os investimentos no setor em mais de 2,6 milhões de contos e com o reforço das verbas para medicamentos e a contratação de mais 317 profissionais”, explicou.

Já o deputado Julião Varela, do PAICV, afirmou que a formação política se absteve porque durante o debate apresentou oito propostas que não foram aceites. Outro motivo apontado foi o de o orçamento “reduzir onde não devia”, nomeadamente na água e saneamento, nas pescas  e na massa salarial.

Por sua vez, o líder da UCID, António Monteiro, esclareceu que a organização política que representa votou a favor por entender, que dada a “situação difícil” provocada pelo novo coronavírus, é necessário um orçamento para ajudar a superar “em parte” esta crise.

“Votamos a favor porque a saúde é o maior bem do povo cabo-verdiano e, por isso, cabe ao Governo tomar medidas condizentes a criar as melhores condições para fazer face à essa pandemia”, concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo