Cabo Verde: OE 2022 aprovado sem apoio da oposição

A proposta de lei que aprova o Orçamento do Estado (OE) para 2022 foi aprovada na generalidade com 38 votos a favor da bancada do MpD, partido no poder, 28 contra do PAICV e três abstenções dos deputados da UCID, ambos da oposição. 

Segundo o deputado do PAICV, Julião Varela, a formação política que representa votou contra porque considera o orçamento “desafiante para o Governo do MpD, de tamanha afronta e de elevados sacrifícios para os cabo-verdianos”

“Confrontado com aumento generalizado de aumento de preços, de entre os quais se destaca energia, com aumento de até 37%, dos combustíveis, dos transportes e, particularmente, dos bens de primeira necessidade, como óleo, farinha, arroz, etc., num momento em que todos se esperam um pronto socorro do governo (…)”, acrescentou, citado pelo “Santiago Magazine”. 

O voto contra deve-se ao facto de o PAICV considerar que este não é o orçamento que serve o arquipélago, prosseguiu Varela. A formação política considera que o Governo não deixou outra alternativa, uma vez que não deu garantias de que iria deixar cair o IVA e os restantes impostos. 

A proposta de OE para 2022, no montante de cerca de 73 milhões de contos, estima para esse ano um crescimento económico entre 3,5 e 6%, uma inflação de entre 1,5 e 2%, com défice público a chegar aos 6,1% e a dívida pública nos 150, 9%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin