Cabo Verde: OE para 2022 é de 662 milhões de euros

O Orçamento do Estado (OE) de Cabo Verde para 2022 é de 73 mil milhões de escudos cabo-verdianos (662 milhões de euros), segundo o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia. De acordo com a mesma fonte, o documento prevê um crescimento de até 6%, com o objetivo de fazer a ponte entre a pandemia da Covid-19 e a retoma económica. 

A informação foi avançada em conferência de imprensa, na cidade da Praia, tendo a ocasião servido para apresentar a proposta de OE para 2022. O orçamento já foi entregue à Assembleia Nacional, onde terá de ser discutido e aprovado. 

Os 73 mil milhões de escudos cabo-verdianos representam uma redução de 2% comparativamente ao orçamento previsto para 2021. Olavo Correia disse que tal se devia a uma necessidade de “dar um sinal” na diminuição das despesas públicas, de maneira a garantir um quadro orçamental sólido. 

“Falamos de despesas públicas de funcionamento, que são adiáveis, que não põem em causa o essencial do compromisso do Estado com a Educação, a Saúde, a Segurança ou com a Proteção Social”, esclareceu. 

Ainda de acordo com o governante, o orçamento é financiado na sua maioria pelos impostos, que aumentam 25,6%, pelos donativos, mesmo diminuindo 24,2%, e pelos empréstimos, que também terão uma redução, de 44,9%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin