Cabo Verde

Cabo Verde: PAICV acusa TCV de fazer propaganda ao Governo

Membro do PAICV, Julião Varela
Julião Varela

O PAICV acusou a Televisão de Cabo Verde (TCV) de fazer propaganda ao Governo após a marcação das eleições legislativas para este ano. O desagrado foi expressado através de uma nota de imprensa assinada pelo secretário-geral, Julião Varela.

De acordo com o documento, a maior formação política da oposição reclamou junto da Autoridade Reguladora da Comunicação Social (ARC), através de uma queixa contra a TCV. O motivo deve-se à difusão do spot governamental “O Viajante”, que aborda os apoios concedidos às classes mais desfavorecidas do Sal e da Boa Vista.

Para o PAICV é ilegal esta atitude, uma vez que viola o artigo 113.º do Código Eleitoral, que proíbe a publicidade comercial do Executivo a partir da marcação da data das legislativas.

Na nota de imprensa lê-se que houve “tratamento discriminatório e divulgação de publicidade governamental à margem do Código Eleitoral”.

A denúncia é contra a Radiotelevisão Caboverdiana (RTC) “mais concretamente, contra a Direção da Televisão de Cabo Verde por considerar que no passado dia 2 de fevereiro a Conferência de Imprensa da Comissão Política Regional de Santiago Norte (CPR-SN) foi objecto de tratamento desigual relativamente à reação da sua congénere do MpD, que foi difundida em duas ocasiões diferentes, subvertendo, claramente, os princípios de imparcialidade, rigor e objetividade que devem nortear a Empresa“.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo