Cabo Verde

Cabo Verde: PAICV defende situação de “emergência social” em Santiago Sul

© PAICV - Partido Africano da Independência de Cabo Verde

O vice-presidente do PAICV, Rui Semedo, perspetivou nesta terça-feira, 22 de outubro, na cidade da Praia, uma situação de “emergência social “em Santiago Sul, devido ao mau ano agrícola.

A afirmação foi feita em conferência de imprensa, após uma visita dos deputados eleitos por Santiago Sul aos concelhos de São Domingos e da Ribeira Grande de Santiago para ouvirem as principais dificuldades enfrentadas pelas populações.

“A seca é evidente pela pouca quantidade de chuva e o pouco pasto que havia a praga destruiu totalmente”, declarou o dirigente, apelando a uma “intervenção imediata” do Governo cabo-verdiano e das câmaras municipais para socorrerem e evitarem assim outras situações decorrentes da seca.

O membro do maior partido da oposição no país alertou também que o mau ano agrícola começa a ter impacto no setor da educação, uma vez que, “sem nenhuma fonte de rendimento”, as famílias têm tido dificuldades em pagar o transporte escolar.

“São situações de total emergência e o Governo não pode esperar o ultimar dos seus estudos e avaliação para socorrer as pessoas, porque pode ser tarde demais”, defendeu, lembrando ainda que, sendo este o terceiro ano consecutivo de seca, as pessoas não têm sido capazes de encontrar soluções para resolverem os problemas de alimentação e de educação dos filhos.

Os deputados do PAICV visitaram Milho Branco, Praia Formosa, Praia Baixo, Ribeirão Chiqueiro, Achada Mitra, Salineiro e Santana, pertencendo todas estas localidades ao círculo eleitoral de Santiago Sul.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo