Cabo Verde: PAICV diz a Governo deixar “anúncios fantasiosos”

O líder do PAICV disse publicamente ao Governo cabo-verdiano para passar de “anúncios fantasiosos” à resposta das necessidades do povo. Rui Semedo salientou que “governar é servir” e que “as pessoas não podem viver somente de promessas”

As declarações foram feitas numa conferência de imprensa realizada nesta terça-feira, 20 de setembro, tendo a mesma sido convocada para fazer o balanço da reunião da Comissão Política do partido, realizada no sábado, dia 17. 

O PAICV considera que a grande falha da governação atual consiste em não fazer coincidir os anúncios com a realização das medidas. 

“O Governo sai de anúncios, passa para novos anúncios, novas propostas e promessas sem se preocupar com a realização, na prática, das medidas. As pessoas, por mais boa vontade que tenham, não podem viver de anúncios e promessas. As pessoas vivem da realidade e a realidade tem de contar com medidas concretas que reflitam no seu quotidiano”, defendeu Semedo. 

Um dos vários temas debatidos no sábado passado pela Comissão Política da maior formação política da oposição no país foi a crise no sistema dos transportes aéreos e marítimos. Para o PAICV trata-se de uma “situação insustentável”, que se vive com grandes prejuízos para os passageiros e para qualquer cabo-verdiano que queira realizar o direito de se deslocar de uma ilha para outra.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…