Cabo Verde

Cabo Verde: PAICV preocupado com responsáveis de saúde devido ao coronavírus

O PAICV manifestou a sua preocupação com a falta de articulação dos responsáveis nacionais de Saúde face às informações e medidas da epidemia do coronavírus, que já provocou 1.018 óbitos e mais de 43 mil infetados na China. 

As declarações foram feitas pela deputada Ana Paula Santos durante a sua intervenção da declaração política, que teve por base o surto do vírus com origem na cidade de Wuhan, na província central chinesa de Hubeitendo já sido indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional. 

O partido considera que Cabo Verde deve impor ações “concertadas, multidisciplinares e com um elevado sentido de responsabilidade” para preparar o país principalmente para a prevenção, sem descurar outras ações de mobilização de recursos técnicos, humanos e materiais para uma “eventual indesejada” importação da doença, como outros países estão a fazer. 

A deputada acrescentou que as autoridades devem procurar cumprir as recomendações da OMS no sentido de elaborar e aplicar medidas preventivas com planos de contingência adaptadas às avaliações locais de risco, cooperarem e coordenarem principalmente nos domínios dos recursos humanos e materiais, bem como fundos necessários para o combate à epidemia. 

“Aqui no país, temos assistido a declarações públicas de vários atores com responsabilidades no setor da Saúde, infelizmente nem sempre articuladas e consertadas, o que pode não ser muito bom para momentos como o que estamos a vivenciar”criticou, salientando que este é o momento de uma “profunda articulação e sintonia de ações” entre todos os intervenientes.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo