Cabo Verde: PAICV questiona funcionamento dos hospitais centrais

O PAICV quer interrogar o ministro da Saúde de Cabo Verde, Arlindo Nascimento do Rosário, acerca do funcionamento dos hospitais centrais. Tal poderá ser feito no debate com o governante, que foi indicado pela bancada do MpD, partido no poder, e está previsto acontecer de 10 a 12 de novembro. 

“Nós temos, neste momento, utentes dos hospitais centrais que se queixam de atraso na marcação das análises. As pessoas dizem que entre marcar uma análise e ter a resposta vão mais de dois meses nos hospitais centrais. Há longas listas de espera para as cirurgias, e também para as consultas”, afirmou a vice-presidente da bancada parlamentar do PAICV, Carla Lima, citada pela “Rádio Morabeza”.

“Nós entendemos que houve um esforço do país muito concentrado na luta e no combate contra Covid, mas a saúde não é só Covid, há muitas outras áreas. Não nos podemos dar ao luxo de deixar nenhuma área de fora quando falamos de saúde”, continuou. 

Também de acordo com a mesma fonte, o governante será igualmente questionado sobre o arranque das obras do novo Hospital Central da Praia, projeto anunciado no mandato anterior. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin