Cabo Verde: PAICV questiona impossibilidade de auditoria ao Mercado do Coco

O líder da Comissão Política Regional de Santiago Sul do PAICV, Carlos Tavares, questionou o MpD nesta segunda-feira, 17 de outubro, sobre o porquê de o partido no poder não querer que se faça uma auditoria ao Mercado de Coco

A interrogação foi feita num encontro com a imprensa. Segundo o maior partido da oposição em Cabo Verde, o MpD chumbou a proposta de resolução levada ao Parlamento pelo PAICV. 

Isto acontece após o Tribunal de Contas ter recusado um pedido da Câmara Municipal da Praia para fazer auditoria ao referido mercado, depois de ter admitido que estaria disponível para realizá-la desde que o Parlamento autorizasse e custeasse a operação. Isto porque a instituição judicial diz estar sem meios financeiros para tal

Tavares concluiu que a recusa do MpD em aceitar a auditoria é uma “demonstração clara que o MPD não está interessado na transparência na gestão da coisa publica quando os envolvidos são dirigentes afetos a esse partido” e é “uma evidencia daquilo que o PAICV e sociedade civil tem dito sobre o mercado, nomeadamente a gestão danosa e delapidação dos recursos públicos, lesivos ao interesse dos munícipes”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…