Cabo Verde: Parlamento volta a rejeitar Estatuto Especial para a Praia

O Estatuto Administrativo Especial para a Praia não teve os votos suficientes para ser aprovado no Parlamento cabo-verdiano. Esta votação foi realizada na primeira sessão plenária de julho.

Desta forma, o diploma conseguiu 39 votos a favor, sete contra e 21 abstenções. Era necessária uma maioria qualificada de dois terços para a aprovação.

Dos votos a favor, 35 vieram da bancada do Movimento para a Democracia (MpD) e quatro do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV). Quanto aos votos contra, três vieram da União Caboverdiana Independente e Democrática (UCID), três do PAICV e um do MpD.

Dos 72 deputados em efetividade de funções, apenas 66 participaram na votação do diploma. Ao todo, eram necessários então 44 votos favoráveis para uma aprovação.

Trata-se assim da quarta rejeição do Estatuto Administrativo Especial para a Praia.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Angola: PR quer mais investimentos do setor privado

Angola: PR quer mais investimentos do setor privado

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, defendeu maiores investimentos privados norte-americanos, no âmbito da parceria estratégica. O objetivo…
Moçambique: Chang acusado de corrupção e de outros crimes

Moçambique: Chang acusado de corrupção e de outros crimes

O ex-ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, é acusado pelo Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC) de se…
Alemanha assina acordo de gás com Catar

Alemanha assina acordo de gás com Catar

A ConocoPhillips e a QatarEnergy assinaram nesta terça-feira, 29 de novembro, um acordo para exportação de gás natural liquefeito do…
Guiné-Bissau: Presidente Sissoco Embaló não permitirá desordem nem falsas crises

Guiné-Bissau: Presidente Sissoco Embaló não permitirá desordem nem falsas crises

O Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, afirmou que não permitirá a desordem nem falsas crises no país. O chefe…