Cabo Verde pode adotar moeda digital em 2023

O Banco de Cabo Verde (BCV) prevê que o país deverá ter uma moeda digital (escudo digital) já em 2023. A entidade financeira está a aguardar a revisão da lei orgânica para alargar a sua competência para esse segmento.

O anúncio foi feito pela administradora do BCV, Antónia Lopes, na sequência da realização do IX Encontro de Sistema de Pagamentos dos Bancos Centrais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) na cidade da Praia. O tema do evento foi “Desafios da transformação digital no setor de Pagamentos”.

De acordo com a fonte, a moeda digital encontra-se no plano estratégico do Banco Central de 2021/24, havendo estudos atualmente em curso para analisar os impactos ao nível de política monetária, das vantagens e dos riscos que também há para o setor financeiro, para a estabilidade do sistema financeiro, bem como os tipos de moeda e o limite para o anonimato.

“Uma das características da moeda física é o anonimato. Com a moeda digital haverá algum rastreamento e, sobretudo, os riscos associados à inovação digital. Temos que analisar tudo isto e estamos em estudos. A nova lei orgânica irá permitir ao Banco de Cabo Verde a emissão desse tipo de moeda e esperemos que, com a sua aprovação, estaremos em condições de emitir”, esclareceu a responsável do BCV.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: 38% das crianças abaixo dos cinco anos têm desnutrição crónica

Moçambique: 38% das crianças abaixo dos cinco anos têm desnutrição crónica

Existem 38% de crianças com menos de cinco anos a sofrer de desnutrição crónica em Moçambique.  Apesar da percentagem elevada,…
STP: Homens armados invadem quartel militar numa tentativa de Golpe de Estado

STP: Homens armados invadem quartel militar numa tentativa de Golpe de Estado

Um grupo de homens armados invadiram, na madrugada de sexta-feira, o quartel militar, no centro da cidade de São Tomé,…
Ecocentro Municipal da Lousã já encaminhou mais de 210 toneladas de resíduos

Ecocentro Municipal da Lousã já encaminhou mais de 210 toneladas de resíduos

O Ecocentro Municipal da Lousã recebeu e encaminhou, até ao momento, mais de 210 toneladas de resíduos diversos, como resíduos…
CCB: Arquitectura do Bacalhau de André Tavares e Diego Inglez de Souza

CCB: Arquitectura do Bacalhau de André Tavares e Diego Inglez de Souza

CCB . 24 novembro . 18h30 . Garagem Sul Qual é a arquitetura do bacalhau? É óbvio que um peixe…