Cabo Verde

Cabo Verde: PP acusa MpD de violar Código Eleitoral e Constituição

Bandeira do Partido Popular (PP)

O Partido Popular (PP) acusou o Movimento para a Democracia (MpD) de violar o Código Eleitoral e a Constituição da República. A formação política no poder foi igualmente acusada de desrespeitar e ignorar as decisões da Comissão Nacional de Eleições (CNE). 

As queixas foram feitas neste domingo, 28 de março, pela presidente do Conselho Nacional do PP, Guilhermina Araújo, em conferência de imprensa, na cidade da Praia. Depois da reunião quinzenal do partido, a representante da organização política declarou que o Governo sustentado pelo MpD não está a respeitar as leis vigentes no país. 

“O artigo 417 do Código Eleitoral diz que a campanha eleitoral inicia-se no 17.º dia anterior e termina às 24 horas da antevéspera do dia designado para as eleições, mas, no entanto, o MpD tem feito campanha todos os dias para tentar enganar os cabo-verdianos de que são cumpridores do Estado de direito e direito democrático”acrescentou. 

Assim, Guilhermina Araújo disse tratar-se de um abuso de poder por parte do partido que sustenta o Governo,  que os procedimentos e as leis são muito claras.   

“A nível da segurança, consideramos que é um assunto que está muito ostentado pelo Movimento para a Democracia, mas o real contexto cabo-verdiano demonstra que há uma certa insegurança onde as pessoas estão cada vez mais prisioneiras”concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo