Cabo Verde

Cabo Verde: PP acusado de não prestar contas de 2018

Membros do Partido Popular (PP)
Membros do PP

O Tribunal de Contas de Cabo Verde decidiu abrir um processo de multa ao Partido Popular (PP) por não prestação de contas referentes a 2018. No entanto, a formação política já garantiu publicamente que prestou todas as contas do ano em referência.

Como tal, continuou o PP, não faz sentido o facto desta ação estar a acontecer nas vésperas das eleições legislativas, agendadas para 18 de abril. A formação política considera que se trata de uma “teoria geral da conspiração”.

O PP contextualizou a situação, tendo lembrado que nas vésperas das eleições autárquicas de outubro de 2020 foi citado pelo Tribunal de Contas sobre as contas de 2016, de 2017 e de 2018. Agora, o mesmo se passa com o aproximar das legislativas.

“Este facto é diametralmente oposto à realidade da situação, pois apesar de não recebermos qualquer centavo do Estado para as nossas despesas de funcionamento, primamos pela prestação anual e permanente das contas”, pode ler-se no comunicado assinado pelo líder da organização política, Amândio Barbosa Vicente.

No mesmo documento, o PP diz não ser exagero concluir que “o Tribunal de Contas esteja sendo transformado num braço político partidário do MpD”, formação política no poder.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo