Cabo Verde

Cabo Verde: PP critica orçamento destinado ao Presidente da República

Membros do PP

O PP criticou o orçamento destinado ao funcionamento do Presidente da República de Cabo Verde, afirmando que o mesmo é superior ao do Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

A contestação foi feita pelo vice-presidente do partido da oposição, Felisberto Semedo, durante o balanço da sua reunião quinzenal, altura em que o PP questionou os fracos recursos destinados à melhoria dos cuidados de saúde no país, principalmente no Hospital Agostinho Neto, enquanto que o Presidente da República de Cabo Verde tem “um bom orçamento”.

De acordo com o dirigente, o Chefe de Estado Jorge Carlos Fonseca “não exerce a sua influência” em defesa de melhor saúde, mais emprego e melhor desenvolvimento no país porque “não é imparcial e faz parte do sistema”.

“Só poderia fazer isso se tivéssemos um Presidente da República mais imparcial, mais independente. Temos um Presidente da República que é presidente do sistema. Tanto assim é que ele é ele que cria um programa ‘Menos álcool, mais vida’. Enquanto isso há desperdício de vida nas proximidades do Palácio da Presidência”, sustentou, citando como exemplo o consumo de álcool por parte de jovens durante o festival da Gamboa.

“Depois da Gamboa vê-se a quantidade de copos descartáveis que foram usados por jovens que estavam chupando álcool durante toda a noite. Há uma degradação de jovens e milhares de copos a ir no vento”, acrescentou, tendo classificado a campanha ‘Menos álcool, mais vida’ como “uma fantochada para o Presidente da República sair mais bonito na fotografia”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo