Membros do Partido Popular (PP)

Cabo Verde: PP quer candidatar-se em seis círculos eleitorais

O dirigente do Partido Popular (PP), Amândio Barbosa Vicente, informou que esta formação política quer concorrer pelo menos em seis círculos eleitorais nas eleições legislativas, marcadas para 18 de abril.

“Na ilha de Santiago vamos estar presentes nos dois círculos, temos eleitos municipais na Boa Vista, Fogo vamos apresentar uma lista. Estamos em dúvida entre Santo Antão e São Vicente, mas estamos em negociações com grupos independentes para ver se encaixam na nossa proposta”, partilhou.

Ainda segundo o presidente do PP, na ilha do Sal já existe um candidato para entrar na lista do partido. O objetivo é apresentar também listas a nível da África, da Europa e dos Estados Unidos da América.

Barbosa Vicente garantiu que a organização política iria continuar a atuar “com força” e que esperava que o PP saísse deste encontro “mais forte e pronto” para “conquistar lugares no Parlamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Comunidade ucraniana em Portugal angaria bens para enviar à Ucrânia

Comunidade ucraniana em Portugal angaria bens para enviar à Ucrânia

A comunidade ucraniana de Vila Real, a Norte de Portugal, está a angariar medicamentos, comida enlatada e com muita validade,…
Presidente da Ucrânia apela a soldados russos para saírem do país

Presidente da Ucrânia apela a soldados russos para saírem do país

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, apelou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, aos soldados russos para que deponham as armas e…
Revista de Imprensa Lusófona de 28 de fevereiro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 28 de fevereiro de 2022

A “Agência Brasil” refere que “Brasileiros que saíram de Kiev chegam à Roménia”. Já “O Globo” tem em manchete o…
Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin