Cabo Verde

Cabo Verde: PP questiona modelo de gestão do hospital nacional anunciado pelo Governo

O líder do PP, Amândio Barbosa Vicente, elogiou a construção do hospital nacional de Cabo Verde, anunciada pelo Governo. No entanto, questionou o modelo de gestão a ser implementado, em jeito de conclusão da habitual reunião quinzenal que o partido costuma realizar.

De acordo com o dirigente, o Governo quer trazer um privado para a gestão do referido hospital, o que, a seu ver, não faz sentido, tendo em conta que o setor da saúde não deve ser privatizado, uma vez que a saúde “é um bem que deve ser público”. Ao ser privatizado, acrescentou, o “Governo estaria a voltar as costas” aos cidadãos.

“Mesmo no hospital público as taxas que a população paga são absurdas”, criticou ainda, pedindo que seja feita uma gestão “mais criteriosa e não partidarizada”, devido também aos valores envolvidos na construção do hospital nacional de Cabo Verde.

Outro assunto abordado pelo PP na reunião foi o setor dos transportes marítimos, em que foi discutida a falta de transparência no concurso lançado pelo Governo e ganho pela empresa Transinsular. Para Barbosa Vicente, a empresa vencedora não cumpriu com o caderno de encargos, principalmente no que diz respeito à aquisição de novos barcos.

“Em vez de melhoria, o que se tem verificado é a falta de eficiência que esta empresa tem trazido aos cidadãos”, afirmou.

Os membros da formação política anunciaram igualmente que já se encontra no Tribunal Constitucional o processo do embargo da obra na Praça do Palmarejo.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo