Cabo Verde

Cabo Verde: PR diz que pandemia acentua desigualdades sociais

O Presidente da República de Cabo Verde considerou neste domingo, 05 de julho, que a pandemia da Covid-19 tem causado um grande choque na economia do arquipélago. Esta situação aumenta as desigualdades sociais, realçou.

Segundo Jorge Carlos Fonseca, o novo coronavírus condiciona seriamente todos os setores económicos, principalmente o turismo, o comércio e os transportes.

Tal acontece numa altura em que se registava “maior confiança” na economia, com uma taxa de crescimento à volta dos 6% e uma “diminuição significativa do desemprego”.

A pandemia, explicou, trouxe incertezas e tornou o planeamento uma atividade de risco, devido à velocidade das alterações na dinâmica da expansão do vírus. As declarações foram feitas na sessão solene da Assembleia Nacional alusiva ao 45.º aniversário da Independência Nacional.

O governante acrescentou que, “de todos os dramas provocados pela Covid-19”, o que mais lhe tocou foi o da habitação, “um imperativo essencial” para a “estabilidade da coesão nacional e social”.

Para o Chefe de Estado é importante refletir sobre o sistema como um todo, “tendo em consideração as assimetrias regionais existentes e a natureza arquipelágica do país, que condicionam o acesso de boa parte da população a serviços de saúde de qualidade”, entre outras desigualdades sociais.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo