Cabo Verde

Cabo Verde: PR elogia últimos indicadores de crescimento do país

Jorge Carlos Fonseca

O Presidente da República (PR) de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, elogiou nesta segunda-feira, 13 de janeiro, os últimos indicadores de crescimento do país. No entanto, frisou que é cedo para festejos, uma vez que esses dados são insuficientes devido às necessidades do arquipélago e perante a excessiva dependência do turismo. 

As observações foram feitas na sessão solene comemorativa do dia da Liberdade e da Democracia, que assinala a realização, em 13 de janeiro de 1991, das primeiras eleições multipartidárias em Cabo Verde. Foi nesse evento que o governante aproveitou para mencionar os quase 7% de crescimento económico registados no terceiro trimestre de 2019 e a redução do desemprego, que “dão conta de uma evolução positiva da economia” apesar dos três anos de seca. 

Esse desempenho, realçou, “deve ser objetiva e justamente assinalado e saudado”, mas ainda é “cedo para nos regozijarmos”. 

O chefe de Estado falou dos lembrou que os dados internacionais sobre o arquipélago indicam que são necessárias “duas ou três décadas de crescimento económico da ordem de dois dígitos”, de “10% ou mais”, para “quebrar definitivamente as amarras do subdesenvolvimento”. 

O turismo, principal setor da economia cabo-verdiana, tem um peso estimado de 25% de toda a riqueza nacional, considerando o Presidente que essa é “uma componente externa, em termos de investimento e de produto, demasiado elevada” e que há, consequentemente, “escassa participação nacional”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo