Cabo Verde: PR fala do “deslumbramento com o poder” no país

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, criticou “o muito deslumbramento com o poder e muito síndrome da primeira vez” no arquipélago, em declarações dadas à “Inforpress”. A observação foi feita após a conferência “Por uma Etnografia da Liberdade na História de Cabo Verde”. 

O evento ocorreu no domingo, 16 de janeiro, na Cidade Velha, no âmbito das atividades da 11.ª Semana da República. A data assinala-se entre os dias 13 e 20. 

Sobre a Semana da República, comentou que era importante dar continuidade à mesma. Neste âmbito, disse considerar que a iniciativa concebida pelo seu antecessor, Jorge Carlos Fonseca, merece o prosseguimento, “porque tudo o que é bom, que cria condições para se fazer uma pedagogia da cidadania, é importante”

“Estamos a continuar esta Semana e este ano sob o signo da história da memória e da cultura, que são pilares importantes desta luta de séculos, dos cabo-verdianos pela liberdade”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin