Cabo Verde: PR quer revisão da parceria com a UE

O Presidente da República de Cabo Verde defende a revisão da parceria entre o arquipélago e a União Europeia (UE), assinada em 2007. José Maria Neves considera que a cooperação deve ser adequada aos atuais desafios mundiais. 

A posição do governante foi manifestada através da sua página pessoal na rede social, no âmbito do Dia da Europa. “O mundo atravessa momentos conturbados. A guerra na Europa [na Ucrânia] veio agravar a situação”, pode ler-se. 

“Certo é que está em gestação uma nova ordem mundial e, inteligentemente, Cabo Verde deve saber reposicionar-se e, desde logo, reescrever a parceria especial com a União Europeia, dando-lhe novos contornos, no sentido do seu aprofundamento e adequação aos desafios emergentes na arena internacional, com profundos reflexos num pequeno estado insular como o nosso”, referiu ainda. 

A parceria entre Cabo Verde e a UE, considerada especial por ser a única do género em África, foi celebrada em 2007. Nesse ano José Maria Neves ocupava o cargo de primeiro-ministro. 

A UE já está a preparar um novo pacote financeiro de apoio ao arquipélago, que vigorará até 2027. Recorde-se que Cabo Verde atravessa uma grave crise económica e financeira, devido à forte quebra na procura turística – setor que garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB) – desde março de 2020, devido à pandemia da Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Banco Mundial financia Angola com USD 1,7 mil milhões para programas sociais

Banco Mundial financia Angola com USD 1,7 mil milhões para programas sociais

A Angola recebeu do Banco Mundial um financiamento de 1,7 mil milhões de dólares, nos últimos três anos, para a…
Timor-Leste vai atingir "precipício orçamental" até 2034

Timor-Leste vai atingir "precipício orçamental" até 2034

O Governo timorense prevê que o país vai atingir o “precipício orçamental” até 2034, ano em que as suas últimas projeções apontam…
Moçambique: Inflação regista valor mais alto dos últimos quatro anos e meio

Moçambique: Inflação regista valor mais alto dos últimos quatro anos e meio

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Moçambique informou que a inflação homóloga no país em abril foi de 7,9%. Trata-se…
Angola: Proibidas sondagens durante campanha eleitoral

Angola: Proibidas sondagens durante campanha eleitoral

A Proposta de Lei das Sondagens e Inquéritos de Opinião visa proibir a realização e divulgação de sondagens e inquéritos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin