Cabo Verde: PR quer “tolerância zero” na violência contra menores

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, considera que toda a sociedade está a falhar no combate à violência baseada no género e sexual de menores. A observação foi feita nesta terça-feira, 14 de dezembro. 

Segundo o governante, citado pela “Lusa”, a situação é uma “vergonha” e merece “tolerância zero” para com os agressores e prevaricadores. “Temos de dar combate sem tréguas tanto à violência baseada no género como à violência sexual de menores em Cabo Verde”, defendeu. 

As declarações foram feitas à imprensa, na cidade da Praia. Trata-se de uma reação aos mais recentes casos de violência no país, como o de uma adolescente de 13 anos, que foi encontrada morta numa praia na ilha do Sal. De acordo com o delegado de saúde local, a jovem terá morrido por afogamento, mas existem suspeitas de que terá sido violada sexualmente antes da morte. 

“Todos nós estamos a falhar. A responsabilidade não é só das famílias, não é só das autoridades. É das famílias, das autoridades, das escolas, das comunidades”, sublinhou, tendo apelado ao povo cabo-verdiano para que despertasse para este problema. 

“É uma vergonha, não podemos permitir que esta nódoa continue a manchar Cabo Verde”, concluiu, realçando que nove em cada dez vítimas de violência com base no género no país são mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin