Cabo Verde: PR sugere debate sobre financiamento do ensino superior

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, propôs nesta segunda-feira, 22 de novembro, um debate “sério e aprofundado” sobre o financiamento do ensino superior no país. O objetivo é encontrar “novas luzes que alumiem os caminhos da qualidade, da excelência e da sustentabilidade”

As declarações do governante, citadas pela “Inforpress”, foram feitas durante a sua intervenção na sessão solene comemorativa do 15.º aniversário da Universidade de Cabo Verde. Neves declarou que “conhece e está ciente dos desafios” de gestão com os quais a instituição pública ainda se confronta. 

“O deficit do financiamento do Estado e consequentes impactos na organização e gestão das carreiras e remunerações do corpo docente, na atribuição de bolsas e outros incentivos aos estudantes, na qualidade da formação, na afirmação da investigação e no desenvolvimento institucional da própria universidade”, afirmou. 

O chefe de Estado espera que haja brevemente espaço para que os principais intervenientes no setor, desde logo o Governo, as empresas e as universidades, possam debater o financiamento do ensino superior no arquipélago. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin