Cabo Verde: Primeiro-ministro aceita pedido de demissão de ministro do Mar

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, afirmou nesta quarta-feira, 03 de novembro, que aceitou o pedido de demissão do ministro do Mar, Paulo Veiga. 

“Aceitei o pedido de demissão do Ministro do Mar, Dr. Paulo Veiga. Agradeço o desempenho e a colaboração do Ministro durante o tempo em que liderou o Ministério da Economia Marítima e mais tarde o Ministério do Mar”, pode ler-se na página oficial do governante na rede social Facebook. 

“Após a tomada de posse do Presidente da República eleito, apresentarei o nome do novo Ministro do Mar, seguindo-se o empossamento”, acrescentou. 

Assim, o nome do novo ministro só será anunciado depois de 09 de novembro, data escolhida para a tomada de posse de José Maria Neves. 

Paulo Veiga já se pronunciou publicamente sobre a demissão, através de uma nota enviada à imprensa cabo-verdiana. Segundo o ex-ministro, decidiu solicitar ao primeiro-ministro a sua exoneração do cargo, por acreditar que “a nobreza da política reside na assunção individual de responsabilidades a cada momento”

“Em coerência com a minha consciência política, solicitei minha exoneração com a pretensão de tirar todas as consequências políticas e poder continuar a servir o meu País com a máxima dignidade e sentido de estado, enquanto deputado nacional, numa altura tão crítica da vida do País”, declarou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin