Cabo Verde: Primeiro-ministro diz que oposição é negacionista

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, acusa a oposição de “negacionismo” por não reconhecer a gestão das várias crises que têm afetado o país. 

“Vamos continuar a fazer um bom combate às crises, como temos estado a fazer, e colocar Cabo Verde com níveis elevados de confiança e de credibilidade junto dos investidores, parceiros de desenvolvimento, junto do empresariado nacional e junto dos cidadãos cabo-verdianos”, disse nesta quarta-feira, 09 de novembro, na abertura do debate no Parlamento, na generalidade, da proposta do Orçamento do Estado para 2023

“É um Orçamento enquadrado numa estratégia de desenvolvimento, não é uma peça solta e avulsa que se apresenta anualmente. É enquadrado e consistente e os resultados foram consistentes, apesar de a oposição continuar na senda do negacionismo, resultados consistentes até 2019, reconhecidos mundialmente. Resultados consistentes e fortes na gestão da pandemia, como reconhecidos internacionalmente e pelos cabo-verdianos, resultados que já estão a colocar Cabo Verde na retoma económica, 7% em 2021, mais de 8% em 2022 e continuaremos a crescer em 2023”, acrescentou, citado pelo “Santiago Magazine”. 

Esta foi uma reação às críticas dos partidos da oposição sobre o modelo governativo. Quanto à proposta do Orçamento do Estado para o próximo ano, que foi entregue pelo Governo ao Parlamento em 03 de outubro, está avaliada em cerca de 77,9 mil milhões de escudos (705 milhões de euros).

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…